10 dúvidas sobre o exame toxicológico que você tem, mas não quer perguntar

10 dúvidas comuns sobre o exame toxicológico

O exame toxicológico é obrigatório para profissionais do transporte nas categorias C, D ou E desde 2015, mas ainda é alvo de muitas questões dos motoristas. Neste post, vamos esclarecer 10 dúvidas sobre o exame toxicológico que você tem, mas nunca teve coragem de perguntar. Vamos lá!

 

1 – O que é o exame toxicológico de larga janela de detecção?

O exame toxicológico é um exame capaz de identificar na queratina presente em uma amostra de cabelo ou de pelo a presença de substancias psicoativas como cocaína, maconha, anfetaminas, metanfetaminas, opióides, entre outras.

 

2 – Como o exame toxicológico é feito?

Quando um paciente usa drogas, 6 dias após a ingestão, a substância é absorvida e fica armazenada na queratina presente nos fios de cabelo e pelos do corpo. É a partir da análise de amostras dessa queratina que o exame toxicológico é realizado.

 

3 – Não tenho cabelo. E agora?

O exame toxicológico também pode ser realizado por meio da análise de pelos do corpo. Neste caso, segundo normas do DENATRAN, é necessário que os pelos tenham no mínimo 1 cm.

Caso não possua pelos com este comprimento, é possível solicitar a realização do exame por meio da coleta de unhas, que só permitida se o paciente apresentar atestado médico comprovando que sofre de doença alopecia.

 

4 – Usei drogas no final de semana. Elas serão detectadas no exame?

As substâncias levam de 6 a 7 dias para ficarem impregnadas na queratina dos cabelos, mas o tempo pelo qual elas continuarão ali varia em função de diversos fatores, como a absorção de cada organismo, quantidade ingerida, frequência de uso e outros.

Vale lembrar que o DENATRAN determina que seja analisado o histórico de uso dos últimos 90 dias.

 

5 – Quais drogas são detectadas pelo exame toxicológico?

O exame toxicológico é capaz de detectar com precisão a presença de diversas substâncias psicoativas, porém as substâncias solicitadas para finalidade de emissão/renovação de CNH e pelo Ministério do Trabalho são:

  • Anfetamina (Rebite);
  • Cocaína e derivados, como o crack;
  • Codeína;
  • Ecstasy, conhecido como “bala” (MDMA, MDA, MDE);
  • Maconha e seus derivados, como skunk e haxixe;
  • Metanfetaminas, como meth, ice e speed;
  • Heroína;
  • Morfina;
  • Mazindol.

 

6 – Álcool e cigarro são detectados no exame toxicológico?

Álcool e cigarros não são testados no exame toxicológico, mas o álcool pode ser detectado em outros tipos de exame caso você solicite essa informação.

 

7– Tomo remédios com anfetamina. Meu exame vai dar positivo?

Neste caso é preciso apresentar a receita médica na data da coleta e assinalar o uso do medicamento.

 

8 – Qual é a validade do exame?

O exame toxicológico com finalidade CNH precisa ser inserido na base do RENACH em até 15 dias corridos após a data de coleta. Vale lembrar que, para sua comodidade, o DENATRAN não exige que você retorne ao Detran com o laudo em mãos: basta ir diretamente ao órgão e retomar o processo da sua habilitação.

Mas, se preferir retirar seu exame, consulte o prazo de acordo com seu local de coleta. A média é de 5 dias úteis.

 

9 – Preciso fazer o exame toxicológico, e agora?

Ligue para o 0800 777 8547 ou acesse o site www.sodretox.com.br e consulte o posto de coleta mais próximo de você ou de sua rota.

 

10 – Posso me contaminar com roupas, bonés ou contato físico com alguém que usa drogas?

Não é possível se contaminar ou ter um resultado falso desta forma. Somente a administração de substâncias por qualquer via pode levar a um resultado positivo.


< voltar

Compartilhar Whatsapp

Receber novidades Sodré

Insira o seu email abaixo que te manteremos informado sobre tudo o que acontece no Sodre.

facebook youtube