Resolução 691 do CONTRAN: o que muda no exame toxicológico?

Resolução 691: o que muda no exame?

A resolução 691 do CONTRAN, publicada recentemente, deixou muitos motoristas profissionais com dúvidas sobre o que mudou no exame toxicológico. Vamos explicar item a item cada uma das mudanças, mas, não se preocupe: elas são feitas para os laboratórios, não para os pacientes.

Portanto, caso você precise fazer seu exame, siga os passos deste link e entenda o processo.

 

  • O exame não pode ser comercializado pelo posto de coleta laboratorial. Ele deve ser comprado em nosso site www.sodretox.com.br ou na Plataforma Web, na área restrita, e pago com maquineta Sodré de cartões de crédito e débito, depósito identificado ou boleto;

 

  • Não serão aceitos formulários que não estejam com todas as informações obrigatórias preenchidas corretamente;

 

  • O exame para CNH deve ser coletado por um laboratório clínico ou posto de coleta, com contrato, CNES, alvará da VISA e equipe de coleta devidamente treinada para tais fins;

 

  • Não será aceita a alteração da finalidade CLT para CNH. Laudos CNH passarão a ter validade de 90 dias; CLT permanecem com validade de 60 dias;

 

  • As amostras devem ser enviadas em até 48 horas após a coleta, garantindo o prazo máximo de 15 dias para a liberação do laudo ao motorista no ambiente on-line do parceiro;

 

  • Todas as amostras devem ser enviadas diretamente para um único laboratório cadastrado ao DENATRAN, garantindo transparência, rastreio, controle das amostras, segurança no resultado e cumprimento da legislação;

 

Coletas realizadas a partir de 26/6/2018 que não cumprirem essas exigências serão rejeitadas e não terão seus laudos lançados no RENACH, seguindo as regras da Resolução 691 do CONTRAN.


< voltar

Compartilhar Whatsapp

Receber novidades Sodré

Insira o seu email abaixo que te manteremos informado sobre tudo o que acontece no Sodre.

facebook youtube